Siga-nos

TV

Por nos fazer rir do babaca, The Office ainda é atual 15 anos após estreia

Falta de claque abriu espaço para um humor muito mais voltado para a ironia e o constrangimento

No dia 24 de março de 2005 estreava na NBC a versão norte-americana de The Office, série que iria mudar para sempre o modo de fazer humor na televisão.

A produção se tratava de um documentário falso para mostrar o cotidiano de uma empresa de vendas de papel, a Dunder Mifflin. O chefe Michael Scott (Steve Carell) era o personagem central. Babaca e sem noção, constrangia a todos (inclusive os telespectadores) com seus comentários equivocados.

Uma das grandes novidades era a falta da claque, as famosas risadas que são inseridas entre as piadas nos sitcons americanos. The Office trabalha muito mais com o humor do constrangimento, em que após cada piada feita os personagens podem quebrar a quarta parede, olhando para as câmeras e mostrando todo o seu desconforto, dialogando com o telespectador.  

O modo com as pessoas dão risada e consomem humor mudou muito de 15 anos pra cá, mas The Office ainda é muito assistida. O que talvez explique seu sucesso ainda hoje é que o formato permite, ao mesmo tempo que acontece a piada, você ver a rejeição de quem a ouvia. Michael era um personagem tão antiquado que você ria também dele, de suas opiniões e sua falta de tato social. Os roteiristas da série entenderam muito bem que o público estava começando a rir do machista e não com ele. 

Ao mesmo tempo beira o absurdo usar a série como defesa para piadas politicamente incorretas. A série está sempre fazendo Michael andar na corda-bamba, mas nunca ultrapassar certos limites. Quando, por exemplo, o chefe descobre que Oscar (Oscar Nunez) é gay ele ultrapassa os limites, mas não por ser homofóbico e excluí-lo do ambiente do escritório, mas por, teoricamente, mostrar que aquele não é um lugar que se admita preconceito.

Por isso que a série não fica datada, porque sempre teremos em nosso convívio alguém como Scott.

Todas as temporadas da série estão no Amazon Prime Video e no Globoplay.

Assine nossa newsletter

1 Comment

1 Comment

  1. O Honesto

    14/05/2020 at 00:04

    Se essa é sua visão da série, sinto muito lhe informar, mas o babaca é você e você não entendeu nada. Provavelmente é uma bichona que queria ser o Oscar no momento do beijo do chefe. Análise tosca, pífia e sem sentido. Nem vou explicar o que é a série agora você, pois quem pensa com o cu, só tem merda na cabeça.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Leve e otimista, você precisa esquecer The Office pra curtir Parks and Recreation

TV

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter