Siga-nos

TV

Como Alexandre Pato pode dar o tom ‘SBTista’ na cobertura da Libertadores

A solução pode estar, literalmente, em casa

Divulgação

Em sua coluna da última quinta-feira (10), o colunista Chico Barney lamentou uma “falta de SBT” na chamada que confirma a transmissão da Libertadores da América pela emissora. Depois da não renovação da Globo, é a emissora de Silvio Santos que vai passar o torneio em TV Aberta até 2022.

Há vários pontos complicados nessa negociação, como o fato do SBT pagar um valor menor do que a Globo pagava pelos direitos do campeonato e o Ministro das Comunicações Fábio Farias (PSD) ser casado com a filha de Silvio, Patrícia. Um boa investigação dirá se a suspeita de um possível contra-ataque do governo Bolsonaro à Globo é válida ou não. 

Deixando a política de lado, essa coluna concorda com Barney de que seria um desperdício uma TV com as características do SBT apostar em uma cobertura “clone” da global. A solução pra uma transmissão com a cara da emissora da Anhanguera pode estar, literalmente, dentro de casa.  

A notícia de que Alexandre Pato (atleta em que a carreira está em um hiato forçado pela falta de interesse de clubes em contar com o seu futebol) pode atuar como comentarista nas transmissões do canal pode ser essa lufada de ar fresco.

Por que não colocar Pato e sua esposa, Rebeca Abravanel, como uma dupla de comentaristas? A filha número cinco de Silvio brilha na emissora como apresentadora do Roda-Roda Jequiti e já tem um carisma natural, que pode ser um constraste com a postura sempre blasé de Pato. A experiência de um casal vendo um jogo juntos e tecendo comentários pode dar a cara que o SBT precisa nessa transmissão.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Em especial, Luís Felipe Scolari celebra 20 anos do Derby que marcou sua vida

Esportes

Guerra de liminares e Ratinho comentarista: Paulo Andrade lembra Paulistão no SBT: “Era muito louco”

Esportes

De convite quase recusado a porta na cara (inclusive na ESPN): Paulo Andrade lembra início da carreira

Imprensa

Silvio Santos faz o jogo conservador do seu patrão, Bolsonaro, subjuga funcionários e mexe na programação

TV

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter