Siga-nos

Imprensa

Com ‘casamento perfeito’, CNN é via interessante para TV brasileira, analisa Rodrigo Vianna

Dono de 25 anos de experiência em TV como jornalista da Globo e da Record, Rodrigo Vianna destacou o encaixe perfeito entre Daniela Lima e Reinaldo Gottino como exemplo de uma CNN Brasil que começa a se descolar da imagem de emissora chapa-branca

A CNN Brasil estreou em 15 de março sob a sombra da desconfiança. Fundada pelo bilionário Rubens Menin (CEO da MRV e criador do Banco Inter) e pelo jornalista Douglas Tavolaro — ex-diretor de jornalismo da Rede Record e biógrafo do bispo Edir Macedo —, a emissora nasceu com a bênção de Jair Bolsonaro, o que logo sugeriu uma linha editorial governista.

Na noite de estreia, a filial do canal norte-americano de notícias trouxe uma entrevista com o presidente da República, que voltava a minimizar o novo coronavírus. Nas semanas seguintes, a emissora ganhou espaço ao levar ao ar Gabriela Prioli, mestre em Direito Penal, advogada e comentarista. Entretanto, seus ‘adversários’ no quadro ‘Grande Debate’, os bolsonaristas Caio Coppola e Tomé Abduch, reduziram as discussões a meras panfletagens governistas, desinformação e muita fake news.

Nos últimos tempos, no entanto, a linha editorial do canal se mostrou mais crítica, e isso ficou refletido, no seu momento mais eloquente, na entrevista conduzida pelo jornalista Adjuto com Regina Duarte, ex-atriz e atual Secretária da Cultura, com perguntas também de Daniela Lima e Reinaldo Gottino, que fizeram perguntas da redação da CNN Brasil, em São Paulo.

A postura vexatória de Regina Duarte ao ser confrontada a determinados assuntos levantados na entrevista, a exaltação à ditadura militar e o negativismo frente à tragédia que significa o coronavírus mostraram uma secretaria da Cultura sem rumo algum, como mais um reflexo de um governo desgovernado. E o canal, que era exaltado por bolsonaristas, passou a ser chamado de comunista. A ponto de internautas e muitos robôs puxarem a hashtag #CNNLixo.

Assista abaixo ao comentário de Rodrigo Vianna no FALA Y FALA.

Rodrigo Vianna, jornalista com 25 anos de experiência em TV como repórter da Globo e da Record, entende que a CNN Brasil nasceu com o rótulo de emissora chapa-branca, mas que vem conseguindo se descolar com boas abordagens.

Na nona edição do FALA Y FALA, talk-show produzido pelo GRANDE PRÊMIO — site parceiro do Ultra POP —, Vianna destacou o entrosamento perfeito entre Reinaldo Gottino e Daniela Lima, apresentadores do CNN 360º, como um dos trunfos do canal neste seu início de trajetória.

“As posições políticas têm alguma divergência. Globo se mostra contra Bolsonaro, Record e SBT apoiam, a Band, me parece, fica no meio do caminho… A CNN, vocês sabem que havia esse boato. Será que é uma operação escondida do Edir Macedo? Mas olha, os vários sinais nos últimos tempos mostram que não é exatamente isso. Tem uma diferença”, comentou.

“A Daniela Lima é muito boa! E o Gottino, que veio de um programa mais popular, me surpreendeu. Ele tem muito traquejo, vem do rádio, tem muito traquejo em segurar o ao vivo no improviso. E a Daniela tem informação, tem fontes. Então, foi um casamento que, pela primeira vez, achei estranho, mas funciona muito bem. E em algumas coberturas eles foram melhores que a Globo News”, disse Vianna.

“É um campo interessante. Claro, tem uma proximidade com o Bolsonaro num primeiro momento, isso está mais ou menos evidente, mas há espaço para a crítica. Tem a Daniela Lima, o Fernando Molica, no Rio de Janeiro, que é um jornalista da melhor qualidade. É uma televisão que está aproveitando o momento”, complementou.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Transmissões de clubes escancaram importância do jornalismo esportivo

Esportes

Bolsonaro, o covid-19 e a caixa de empatia

Política

Policial e antifa, Wagner Vidal dirige grupo seguido por mais de 117 mil pessoas no Instagram

Política

Como Brasil vem de brasa, bandeira deveria ser vermelha

Política

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter