Siga-nos

Ciência

Elon Musk levará maconha para o espaço

Foguete da SpaceX, empresa criada pelo bilionário sul-africano, transportará culturas de cânhamo e café para fora da Terra

Células de maconha e café serão enviadas à Estação Espacial Internacional para que cientistas possam avaliar a reação delas à microgravidade e à viagem ao espaço
Células de maconha e café serão enviadas à Estação Espacial Internacional para que cientistas possam avaliar a reação delas à microgravidade e à viagem ao espaço (Foto: Pixabay)

Em 2019, a Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) enviou amostras de sêmen de touros e humanos para a Estação Espacial Internacional (EEI) como parte de experimentos científicos.

Agora, é a vez das empresas americanas Front Range Biosciences, Space Cells USA e BioServe Space Technologies mandarem culturas de células de maconha e de café para fora da Terra.

As plantas serão transportadas pelo foguete Falcon 9, da empresa aeroespacial SpaceX, criada pelo bilionário sul-africano Elon Musk, até a EEI.

“É a primeira vez que alguém pesquisa os efeitos da microgravidade e do voo espacial nas culturas de cânhamo e café”, afirma o químico Jonathan Vaught, CEO da Front Range Biosciences, em comunicado enviado à imprensa.

“A teoria é que as plantas sofrem mutações no espaço. Esta é uma oportunidade para ver se essas mutações se sustentam após serem trazidas de volta à Terra e se há novas aplicações comerciais”, completa o químico americano.

Após um mês no espaço, as 480 culturas de células vegetais serão devolvidas à Terra para que a Front Range Biosciences possa analisar o DNA e avaliar os efeitos da radiação e da microgravidade nas plantas.

Confira um lançamento do foguete Falcon 9:

Efeitos poderão ser aproveitados

Os resultados da pesquisa devem ajudar produtores e cientistas a identificar novas variedades ou expressões químicas nas plantas. Isso também permitirá que os cientistas entendam melhor como as espécies vegetais lidam com o estresse das viagens espaciais, preparando o terreno para uma nova área de pesquisa para a indústria.

Também poderia ser uma boa notícia para o meio ambiente. A Cannabis sativa (maconha) é uma planta bastante sustentável, ajudando a recuperar terrenos secos e danificados – sem mencionar sua capacidade de absorver carbono da atmosfera.

A nova pesquisa poderá ajudar a projetar culturas mais resilientes, capazes de sobreviver em locais afetados pela mudança climática.

Vale dizer que essa não é a primeira vez que a maconha é enviada para fora do planeta. No início deste ano, a Space Tango, uma empresa de pesquisa espacial dos Estados Unidos, enviou sementes de cânhamo para a Estação Espacial Internacional usando foguete da SpaceX.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Pesquisa que coloca Boulos em terceiro lugar na corrida pela prefeitura de São Paulo não tem registro no TRE

Política

Estudo publicado em março aponta sintomas gastrointestinais como os primeiros a aparecer em pacientes com a Covid-19 Estudo publicado em março aponta sintomas gastrointestinais como os primeiros a aparecer em pacientes com a Covid-19

Problemas gastrointestinais podem ser primeiro sinal da Covid-19

Saúde e Bem-Estar

Ir para a academia antes do café da manhã faz bem se o treino for de 60 minutos em intensidade moderada Ir para a academia antes do café da manhã faz bem se o treino for de 60 minutos em intensidade moderada

Exercício físico antes do café da manhã faz bem?

Saúde e Bem-Estar

Não tome o anti-inflamatório ibuprofeno sem recomendação médica, já que ele pode causar efeitos colaterais Não tome o anti-inflamatório ibuprofeno sem recomendação médica, já que ele pode causar efeitos colaterais

Ibuprofeno pode causar danos no fígado, aponta pesquisa

Saúde e Bem-Estar

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter