Siga-nos

Esportes

‘The Last Dance’ e09 e e10: Pais, pizza e viver no presente

‘The Last Dance’ chega ao fim com a história sensacional de Steve Kerr, uma pizza estragada e um atleta que é um ícone cult

E ‘The Last Dance‘ oficialmente chegou ao fim. A série documental teve seus últimos dois episódios exibidos no último domingo (17) nos Estados Unidos e disponibilizados nesta segunda-feira no Brasil. Uma longa jornada que resultou em uma das melhores obras audiovisuais sobre o mundo esportivo na história.

O capítulo 9 foca nas finais de conferência de 1998 contra o Indiana Pacers, quando o Bulls foi levado ao extremo e venceu com muito suor no jogo 7 e as finais do ano anterior contra o Utah Jazz.

LEIA MAIS: e01 e e02 – Michael Jordan é ‘Deus disfarçado’

Steve Kerr é quem rouba a cena pela incrível história de vida, de como precisou ralar muito para chegar na NBA com pouco destaque e ainda perdeu o pai assassinado, assim como Jordan. Kerr também trabalhou sua confiança com o astro para ganhar a chance do arremesso que deu o título de 1997.

Steve tinha Mike como pai dentro da quadra, aquele que via e queria se mostrar útil para, enquanto MJ achou uma figura paterna em Gus, um de seus seguranças que veio a falecer após batalha contra o câncer em 2000.

LEIA MAIS: e03 e 04 – Dennis Rodman precisa de carinho

O depoimento do técnico do Golden State Warriors junto do elo criado com MJ é o grande destaque emocional da série. Os dois foram explorados muito bem e a produção é de nível altíssimo.

LEIA MAIS: e05 e e06 – Seja como Mike (ou não)

Ah, impossível não comentar sobre o famoso ‘Flu Game’, o jogo 5 das finais, quando Jordan jogou com infecção alimentar após comer uma pizza inteira, que muito provavelmente foi boicotada pelo pessoal de Salt Lake City. MJ transcendeu de um ótimo atleta para um tipo de Deus inabalável, mesmo com 39 graus de febre.

LEIA MAIS: e07 e e08 – Cheguei, saí fora, voltei

Já o episódio final trata-se inteiramente da final de 1998 contra o Utah Jazz. A franquia da dupla John Stockton e Karl Malone fez a melhor campanha da temporada regular, assegurando o direito de ter quatro jogos em casa. Não foram páreos para Michael, que contou com muito drama no meio disso, como desgaste físico, lesão do companheiro Scottie Pippen e até uma escapada de Dennis Rodman.

Ao fim, Jordan está sentado e fumando um charuto como sempre. Nada mais justo que dar a última palavra a ele a todo instante, nada mais justo ele ter a última imagem, já que era o dono da bola.

A trilha dos últimos minutos é ‘Present Tense’, do Pearl Jam. Mas irei discordar de Eddie Vedder. Talvez não faça mais sentido viver no presente.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

LeBron James, astro dos Lakers, deverá estar de volta as quadras a partir de 31 de julho LeBron James, astro dos Lakers, deverá estar de volta as quadras a partir de 31 de julho

Em votação quase unânime, donos aprovam plano e NBA retorna no final de julho

Esportes

Além de ‘The Last Dance’: 5 documentários de basquete para assistir na quarentena

Cinema

Cestobolista? Alô, Netflix! ‘The Last Dance’ mostra que é hora de atenção às legendas

Entretenimento

‘The Last Dance’, e07 e 08: Cheguei, saí fora, voltei

Esportes

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter