Siga-nos

Saúde e Bem-Estar

Estresse e dor intensa deixam os cabelos brancos?

Estudo comprova que traumas e estresse excessivo podem causar branqueamento capilar

Estresse e dor deixam os cabelos brancos
Pesquisa da USP confirma que estresse intenso e dor excessiva podem deixar os cabelos brancos (Foto: Pexels)

Você já ouviu alguém dizer que ficou de cabelos brancos depois de um grande susto ou de um momento de estresse extremo? Pois o que parecia exagero acaba de ser comprovado pela ciência.

Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, sugere que o processo de despigmentação capilar pode ocorrer de modo bem mais acelerado sob condições de estresse intenso e persistente ou depois de um grande trauma.

Aliás, alguns historiadores contam que a rainha Maria Antonieta, esposa do rei Luís XVI, no auge da Revolução Francesa (1793), viu seus cabelos ficarem brancos quando soube que teria a cabeça cortada pela guilhotina.

Análise científica dos cabelos brancos

A pesquisa da USP foi publicada na renomada revista científica Nature no dia 22 de janeiro e comprovou que o fenômeno de fato ocorre e identificou os mecanismos envolvidos.

“Além disso, descobrimos uma forma de interromper o processo de branqueamento por estresse”, comenta o pesquisador Thiago Mattar Cunha, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, em entrevista para a Agência Fapesp.

“Fazíamos um estudo sobre dor em camundongos cuja pelagem é negra. Nesse modelo, administramos uma substância para induzir uma sensação dolorosa intensa. Cerca de quatro semanas após a injeção sistêmica da toxina, um aluno de doutorado observou que os animais estavam com os pelos completamente brancos”, conta o cientista brasileiro.

O experimento foi repetido algumas vezes, até que o grupo da USP se convenceu de que o branqueamento dos fios havia, de fato, sido causado pela aplicação da substância tóxica extraída da planta Euphorbia resinifera, muito parecida com um cacto.

Dor intensa como causa

“Levantamos a hipótese de que a despigmentação dos pelos seria resultado do estresse induzido pela dor”, diz Thiago Cunha. Isso foi comprovado pela experiência com os roedores.

Os testes de laboratório confirmaram que a dor atuou, nesse modelo, como um potencializador do estresse. Depois que os animais foram tratados com medicamento anti-hipertensivo, o embranquecimento capilar foi paralisado.

Os cientistas ainda não sabem dizer se os achados da pesquisa terão, no futuro, alguma implicação estética, como o desenvolvimento de um fármaco capaz de impedir o branqueamento do cabelo associado ao envelhecimento. “É preciso avaliar, por exemplo, se eventuais efeitos colaterais de um inibidor valeriam o benefício estético”, afirma o pesquisador da USP.

(com Agência Fapesp)

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Pesquisa que coloca Boulos em terceiro lugar na corrida pela prefeitura de São Paulo não tem registro no TRE

Política

Água corrente é a melhor forma de limpar frutas, verduras e legumes, de acordo com cientistas Água corrente é a melhor forma de limpar frutas, verduras e legumes, de acordo com cientistas

Lavar frutas, legumes e verduras com água e sabão elimina o coronavírus?

Saúde e Bem-Estar

O suco feito com as folhas do espinafre é rico em nutrientes, especialmente antioxidantes, e faz muito bem para nosso organismo O suco feito com as folhas do espinafre é rico em nutrientes, especialmente antioxidantes, e faz muito bem para nosso organismo

5 benefícios do suco de espinafre

Saúde e Bem-Estar

O novo coronavírus não pode ser transmitido por encomendas originárias da China, como acreditam algumas pessoas O novo coronavírus não pode ser transmitido por encomendas originárias da China, como acreditam algumas pessoas

20 mitos relacionados à Covid-19

Saúde e Bem-Estar

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter