Siga-nos

Esportes

Tensão e drama: Paulo Andrade lembra sufoco com Tite em final da Champions League

Na nona edição do talk-show Fala y Fala, Paulo Andrade contou uma história inédita envolvendo Tite, hoje treinador da Seleção Brasileira e que fora convidado pela ESPN para ser comentarista da final da Champions League de 2014, em Lisboa

Ao longo de uma carreira marcada por muito sucesso e a chance de narrar grandes partidas, várias finais de Champions League, jogos históricos de Copas do Mundo (como o 7 x 1 de Alemanha x Brasil no Mineirão em 2014) e partidas de Jogos Olímpicos, Paulo Andrade coleciona momentos que ficam para sempre na retina. Mas também há espaço para elas, as famosas gafes. E uma delas, no ano daquela Copa, mas em Lisboa, foi contada em primeira mão pelo narrador na nona edição do talk-show FALA Y FALA, programa produzido pelo GRANDE PRÊMIO, site parceiro do Ultra POP.

À época, em maio de 2014, a ESPN enviou sua equipe para a cobertura da final da Champions League, disputada entre Real Madrid e Atlético de Madrid no Novo Estádio da Luz, em Lisboa.

Mesmo a ESPN tendo os direitos de transmissão da mais prestigiada competição de clubes do mundo naquele tempo, o orçamento para enviar um time para a Europa era apertado, lembrou o narrador. Dentre os profissionais que atuaram na capital portuguesa estavam, além de Paulo, Paulo Vinícius Coelho, Paulo Calçade, Juan Pablo Sorín e o antigo chefe José Trajano como comentaristas, além de toda a equipe técnica.

Mas houve a chance de a ESPN contar com um convidado mais que especial. Tite, que viajou a Lisboa para acompanhar a partida como parte do seu processo de estudos que desenvolvia com o objetivo de assumir o comando da Seleção Brasileira — o que se confirmou meses depois —, foi chamado pelo canal para trabalhar como comentarista convidado.

“Ao longo da carreira, contei muitas histórias, principalmente gafe. Mas teve uma que eu nunca contei. Estava com a nossa equipe lá, e a ESPN sempre fez um esforço para juntar grana e mandava três ou quatro para fazer essa cobertura. Fiz oito finais seguidas de Champions League. Mas era tudo muito suado”, explicou.

“E em 2014, o pessoal ficou sabendo que o Tite estava em Lisboa para assistir à final. E muitos imaginavam que, pouco depois, ele assumiria a Seleção. Houve um contato com o Tite e o convite para que ele fosse esse comentarista convidado. E ele aceitou. Houve uma sondagem para que ele fosse comentarista na Copa do Mundo. Acabou que não rolou, mas ele aceitou ser o nosso comentarista nosso em Lisboa”, recordou Paulo.

“Fizemos um jantar para ele conhecer um pouco mais a gente, para ele chamar a gente pelo nome… O Tite e o empresário chegaram, o Tite foi super cordial. Aquele jeito que ele apresenta nas entrevistas é o jeito dele mesmo. Ele chegou, foi ali para o nosso caminhão de transmissão, e faltava umas horas para o jogo”, continuou.

Estava tudo certo. Só que uma situação de última hora provocou um verdadeiro drama dentro da equipe da ESPN: o futuro treinador da Seleção não tinha lugar para assistir ao jogo. Paulo Andrade relembrou os momentos de tensão e como terminou a história.

Assista abaixo ao comentário de Paulo Andrade no FALA Y FALA.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Além de ‘The Last Dance’: 5 documentários de basquete para assistir na quarentena

Cinema

Guerra de liminares e Ratinho comentarista: Paulo Andrade lembra Paulistão no SBT: “Era muito louco”

Esportes

De convite quase recusado a porta na cara (inclusive na ESPN): Paulo Andrade lembra início da carreira

Imprensa

Após fusão Fox Sports/ESPN, Paulo Andrade comemora chance de narrar novos eventos: “Presentaço”

Esportes

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter