Siga-nos

Esportes

Quanto o Corinthians perde ao não se classificar para a Libertadores 2020

Guaraní comemora vitória em pleno estádio do Corinthians (Foto: Reprodução)

A vitória com sabor de derrota na primeira fase de classificação da Copa Libertadores na noite desta quarta-feira (12) vai gerar um grande prejuízo financeiro ao Corinthians. A equipe paulista, que venceu por 2 a 1 o Guaraní, acabou sendo desclassificada por conta da regra do gol fora — o jogo de ida foi 1 a 0 para a equipe paraguaia. Assim, acaba vendo o garantido dinheiro que a Conmebol daria indo pelo ralo, além da polpuda receita oriunda da bilheteria dos jogos que faria na Arena Itaquera.

Segundo números divulgados pela entidade sul-americana, cada time que se garante dentre os 32 melhores vai receber neste ano US$ 3 milhões — cerca de R$ 13 milhões. Soma-se a isso a renda das três partidas do mando do Corinthians, aproximadamente R$ 2 milhões para cada. Assim, o Timão deixa de receber R$ 19 milhões que seriam vitais para o orçamento de 2020 — sem contar patrocínios pontuais e outros negócios atrelados.

Chegando à fase de grupos, o Corinthians enfrentaria seu arqui-rival Palmeiras.

Na TV, a audiência foi generosa: pico de 31,8 pontos no Ibope em São Paulo, segundo dados do ‘Teleguiado’.

Como foi Corinthians × Guaraní-PAR

Em campo, o time de Tiago Nunes fazia boa partida, colocando em prática seu novo modelo de futebol, e logo conquistou o placar que precisava para superar o Guarani do Paraguai e avançar rumo à fase de grupos da Libertadores. Estava tudo encaminhado. Estava.

A expulsão correta de Pedrinho foi importante para descontrolar a situação para o Corinthians, mas isso só veio a pesar na segunda etapa. Com dois a zero e o resultado conquistado, o Timão sofreu um gol avulso, em cobrança de falta -mal marcada- na entrada da grande área de Cássio. Fernandes bateu no canto do gigante alvinegro e calou Itaquera.

Desde o gol que empatava os placares somados e que eliminava o Corinthians, a partida tomou rumos dramáticos. O que era pressão alvinegra foi se tornando tensão e desorganização. Ainda que o zagueiro paraguaio, o melhor; tenha sido expulso e deixado o time na mão pelos últimos 10 minutos, a resistência do adversário foi eficiente e garantiu a vaga. E confirmou o gigantesco prejuízo que a eliminação causará ao time.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Em especial, Luís Felipe Scolari celebra 20 anos do Derby que marcou sua vida

Esportes

Bebi minha bicicleta, a história de uma eliminação

Esportes

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter