Siga-nos

Esportes

Pesquisa mostra que VAR deixa Premier League menos interessante

Maioria dos ingleses quer mudança no sistema de árbitro de vídeo, segundo o site YouGov

Pesquisa mostra que VAR deixa a Premier League menos interessante
Pesquisa feita pelo site YouGov mostra que dois terços dos ingleses que acompanham a Premier League acham que o VAR atrapalha as partidas (Foto: Fifa/Divulgação)

Pesquisa feita pelo site YouGov e divulgada pela emissora estatal britânica BBC mostra que mais de 2/3 dos fãs da Premier League, liga de futebol da Inglaterra, acreditam que o árbitro assistente de vídeo, o VAR (Video Assistant Referee), deixa as partidas menos interessantes.

Desde que foi lançado pela International Football Association Board (IFAB), órgão que determina as regras do futebol, em junho de 2016, o sistema de vídeoarbitragem já gerou várias decisões controversas – a Fifa realizou um teste com análise de vídeo na Copa do Mundo da Alemanha de 2016.

Para quem não sabe, o VAR começou a ser aceito na liga inglesa na atual temporada (2019-2020). Mas no Campeonato Brasileiro, o Brasileirão, o sistema vem ajudando na avaliação de jogadas controversas desde o ano passado.

Conforme a pesquisa do YouGov, seis em cada 10 ingleses ​​consideram o vídeoárbitro ineficaz. “Quase todas as entrevistas pós-jogo dos técnicos tiveram queixas sobre as decisões do VAR”, comenta o pesquisador de dados Matt Smith, do site YouGov, em entrevista à BBC.

O levantamento foi realizado em janeiro de 2020 com 1.396 adultos que assistem regularmente aos jogos de futebol da Premier League e descobriu que 67% deles consideram as partidas menos interessantes por causa do VAR.

Maioria dos ingleses ouvidos pelo site YouGov quer mudança no sistema de árbitro de vídeo usado na Premier League (Foto: Pixabay)

Curiosamente, apenas 15% dos entrevistados acham que o sistema de vídeoarbitragem deveria ser descartado, enquanto 74% acham que pode ser mantido, desde que sejam feitas adaptações.

Ainda segundo o YouGov, 81% dos ingleses que assistem à Premier League consideram que os árbitros deveriam avaliar o vídeo da jogada ao mesmo tempo em que os colegas da Fifa, que ficam numa cabine especial. Para 80%, os juízes deveriam ter acesso a monitores no campo.

Atualmente, de acordo com a BBC, a recomendação da Associação de Futebol da Inglaterra é de que o VAR seja usado com moderação e confiança para tomadas de decisão mais rápidas.

Matt Smith acrescenta: “Apesar de muita histeria nas mídias sociais, nossa pesquisa mostra que uma grande maioria dos que assistem aos jogos realmente quer o VAR reformulado e não removido. Além disso, muitas das mudanças discutidas entre especialistas e comentaristas são bem-sucedidas, com suporte a prazos para decisões e incentivo ao uso de telas em campo”, diz o pesquisador à BBC.

Ele lembra que uma das principais críticas ao sistema atual de vídeoarbitragem diz respeito ao espectador presente no estádio, que fica ‘no escuro’ enquanto as decisões são tomadas. “Há um forte apelo para que as imagens mostradas aos árbitros do VAR sejam exibidas, além de liberarem a conversa entre os árbitros e os assistentes de vídeo”, afirma o representante do site YouGov.

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

10 momentos que marcaram a Copa do Mundo de 2010

Esportes

Guerra de liminares e Ratinho comentarista: Paulo Andrade lembra Paulistão no SBT: “Era muito louco”

Esportes

Após fusão com FOX Sports, ESPN decide transmitir Bundesliga

Esportes

Quais ligas esportivas lidaram bem e mal com o coronavírus?

Esportes

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter