Siga-nos

Cinema

Apenas um Parasita pode acabar com a previsibilidade do Oscar 2020

As principais categorias do Oscar 2020 parecem estar completamente definidas. Só há uma esperança de quebra de previsibilidade: o espetacular ‘Parasita’ e o quanto ele tocou os votantes da Academia

O Oscar ocorre no próximo domingo (9), mas a usualmente modorrenta transmissão televisiva de três horas de duração pode ter ficado ainda mais chata graças às premiações que antecedem a entrega da estatueta mais famosa do mundo das artes visuais.

É que as principais categorias têm visto os mesmos vencedores em premiações como as do Globo de Ouro, Sindicato dos Produtores, Sindicato dos Atores e do Bafta, o equivalente ao Oscar do Reino Unido. Melhor filme? ‘1917’. Melhor ator? Joaquin Phoenix. Melhor atriz? Renée Zellweger. Melhor ator e atriz coadjuvante? Brad Pitt e Laura Dern. Melhor diretor? Sam Mendes.

Isso tudo indica que a noite de domingo verá as mesmas pessoas no palco, apenas com discursos mais marcantes, já que mais pessoas estarão assistindo. Ou…

Há esperança: nenhum destes indicados esteve na tela em ‘Parasita’ (Parasite, no original), filme da Coreia do Sul que é considerado por muitos especialistas (mas que não têm voto na Academia) o melhor filme do ano. Se as pessoas que têm este poder forem tocadas nos últimos minutos pela força da obra de Bong Joon-Ho, surpresas podem ocorrer. É a única chance.

‘Parasita’ já conseguiu algo que poucos filmes de língua não-inglesa conseguem: ser sucesso de bilheteria em todo o mundo – Brasil incluso. Agora, pode se tornar o primeiro a vencer o prêmio de Melhor Filme com os americanos precisando de legendas para entender.

Além do prêmio principal, os coreanos estão indicados a Melhor Diretor, Roteiro Original, Melhor Edição, Design de Produção e Filme Estrangeiro – este, com vitória certa.

Este que vos escreve tem um vício: podcasts e artigos longos sobre seus hobbies. Ou seja: li e ouvi muto sobre cada categoria nas últimas semanas. E ‘Parasita’ é apontado como a única zebra possível em todas as categorias listadas acima.

Mais do que ‘achômetro’, a principal esperança veio no prêmio do Sindicato dos Atores, quando o elenco foi aplaudido de pé por seus iguais por minutos só por subir ao palco para apresentar uma categoria. Depois, venceu como Melhor Elenco na premiação que não elege um Melhor Filme, e sim dá crédito às suas estrelas.

Seus iguais os atores de ‘Parasita’ já tocaram, tal como os fãs de cinema pelo mundo. Conseguirão invadir também o coração de quem vota, quando o Oscar é famoso por ser óbvio e sem surpresas? É possível. E a única esperança de uma noite minimamente animada.

E com discursos em coreano – muito mais divertidos o que o inglês de sempre, não?

Assine nossa newsletter

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas

Publicidade
Trending Now
Publicidade

Relacionados

Novas narrativas, velhos protagonistas: por que os anti-heróis são sempre homens héteros e brancos?

Cinema

Joel Schumacher; Joel Schumacher;

Sem medo de experimentar, Joel Schumacher jamais sofreu com indiferença

Cinema

Cestobolista? Alô, Netflix! ‘The Last Dance’ mostra que é hora de atenção às legendas

Entretenimento

Ryan Murphy faz de ‘Hollywood’ sua melhor série sobre minorias desde ‘Glee’

TV

Publicidade
Assine nossa newsletter

Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Connect
Assine nossa newsletter